Hoje resolvi abordar os diversos benefícios que o exercício proporciona durante todo o período gestacional. Desde a respiração, até os músculos.

E quem se beneficia?
Respiração;
Hormônios;
Rins e bexiga;
Sangue e coração;
Estômago e intestino;
Músculos.

Respiração:
Na gestação, o consumo de oxigênio aumenta de 15% a 20%. Além disso, a pressão do útero sobre o diafragma provoca falta de ar.
Qual é a boa notícia?
A atividade física aumenta a capacidade máxima de absorver o oxigênio.

Hormônios:
Diversas mudanças hormonais necessárias para o desenvolvimento da gestação provocam muitas alterações .
Aumento do estrógeno, causando retenção líquida.
Alta de progesterona, elevando temperatura corporal, e sensação de cansaço.
Alta de insulina, podendo desenvolver a diabetes gestacional.
Presença da relaxina, hormônio responsável pelos ligamentos e articulações mais frouxos com o objtivo de reorganizar o corpo para comportar o bebê.
Qual a boa noticia?
a atividade física nesse âmbito, controla os níveis de glicose no sangue, prevenindo a Diabetes e mantêm as taxas hormonais mais equilibradas.

Rins e bexiga:
A bexiga da gestante  é pressionada com o crescimento do útero, nessa fase a retenção hídrica, com consequente inchaço das pernas e tornozelos se tornam frequente.
Qual a boa notícia?
Os exercícios fortalecem o assoalho pélvico, ajudam a controlar os músculos e previnem a Incontinência Urinária.

Sangue e coração:
Na gravidez, o volume senguíneo aumenta de 30% a 50%. e a frequência cardíaca pode acelerar até 20%. Isso quer dizer que seu coração é mais exigido.
Qual a boa notícia?
Os exercícios estimulam a circulação e aliviam o inchaço, as varizes e as hemorróidas.

Estômago e intestino:
As alterações hormonais também faz com que o funcionamento do estômago e Intestino se tornam  mais lento.
Além disso, são pressionados pelo útero causando azia e má digestão.
Qual a boa Notícia?
O intestino de quem se exercita funciona melhor, pois a atividade física estimula a circulação favorecendo a eliminação das fezes.

Músculos:
O crescimento dos seios, aumento da barriga, e pressão do útero sobre a região pélvica provocam a mudança do centro de gravidade.
os ajustes que o corpo faz para suportar toda essa mudança pode causar má postura, dor nas costas e provoca a hiperlordose
Qual a boa notícia?
Fortalecimento do músculo do abdômen, das costas e dos glúteos ajudam a manter a boa postura e aliviam a dor na lombar.

Gostaram de saber tanta notícia boa referente aos exercícios?
Converse com seu médico, peça liberação médica e inicie.
Estou a disposição para esclarecer suas dúvidas.
Um beijo
Melissa Cirello

melcirello@hotmail.com
IG: melcirello
971664216

Fonte:  A bíblia da Gravidez; Seu guia completo para a gestação e as primeiras semanas do Bebe¨¨
Wladimir Taborda e Alice Dägostini Deutsch
Editora CMS São Paulo (SP), 2011